Perder a esperança? Nunca!!!

A vida e seus desafios

Eduardo tem 33 anos é casado e tem um filho, ele recentemente vem sofrendo com a disfunção erétil. Isso abalou um pouco seu casamento. Ele nunca teve problemas com o sexo, mas depois de casado com o tempo passando ele relaxou na saúde e agora vem sofrendo com isso.

Começou quando ele relaxou nos exercícios, ele sempre jogava bola duas vezes por semana, depois passou para os domingos, mas parou de jogar, ele também pedalava, mas foi parando. Com o passar do tempo ele foi ganhando peso, o futebol aos domingos foi substituído por churrasco e cerveja, as voltadas de bicicleta por excesso de comida, ele começou a criar uma barriga e devido ao sobre peso ele ficou com problemas de má circulação.

Ele com exatos 33 anos de idade começou a se sentir cansado, na hora do sexo ele não conseguia manter a ereção para ter uma relação, isso já aconteceu com ele antes, mas quando ele era jovem e apenas uma vez. 

Agora tinha acontecido de novo, ele e a mulher acharam estranho, mas ficou tranquilo, achou que deveria ser uma coisa que só aconteceria de novo daqui a dez anos, mas não foi o que aconteceu, durante esse período ele não estava conseguindo fazer sexo com sua mulher, sempre broxava. Recomendo essa leitura.

Ela começou a achar que ele tinha outra, que a estava traindo. As brigas surgiram por causa disso. Sempre que ele chegava tarde do trabalho ela achava que ele estava com outra mulher. Isso se estendeu por um longo tempo, ele tentou mais algumas vezes o sexo, mas não estava entendendo o que estava acontecendo.

Admitir a necessidade de ajuda não é sinal de fraqueza e sim de força.

Assim como os homens que tem esse problema, ele sabia o que era mais não queria admitir por vergonha e por achar que homem de verdade não tem isso. Sua esposa cansou de brigar e pediu o divórcio, ela ainda achava que ele estava com alguém quando ele negou e disse não para o fim do relacionamento deles, ela então saiu de casa por um tempo.

Foi quando ele se viu em um beco sem saída e foi procurar ajuda médica, e o médico disse o que ele já sabia, era disfunção erétil, o médico disse que no caso dele era pela má circulação do sangue o que impedia de manter seu pênis ereto, e isso era por causa do seu sobre peso, mas que mesmo emagrecendo ainda poderia ter problemas com isso.

Ele então procurou a esposa e conversou sobre o problema ela voltou pra casa depois disso para dar apoio, pediu desculpas pela desconfiança, ela começou a ajudar ele com a dieta e os exercícios, mas mesmo emagrecendo ele ainda estava tendo problemas.

Conseguia manter a ereção mais não durava muito. Mudou a alimentação, emagreceu bastante, mas o problema sexual ainda estava te atrapalhando, em cada 3 vezes que transava apenas uma vez era até o fim.

Hoje ele ainda sofre com o problema da disfunção erétil, ainda procura um método mais saudável para ter uma vida sexual ativa, sem se entupir de remédios. A procura do Eduardo continua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *